quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Um brinde

A esperança se renova,
De um minuto para o outro,
Vejo um outro universo,
Mundo distante.

Chorei em perceber,
Que o mal já havia passado,
E que a dor era falsa.

Nunca vou querer voltar ao passado,
Nem que ele seja o mais rico,
De amor por ela,
O meu fantasma.

Meu amor, é ano novo,
Meu ano, é amor novo,
De quem sabe, de quem soube.
Um dia amar.

John

Última ilusão

Eu sei que já não me quer,
Talvez realmente ame outro,
Mesmo assim eu teimo,
Na ilusão de te amar.

Como são lindos, os teus olhos,
Olhos de quem um dia me viu,
Com outros olhares.

Eu sei que não me procuras,
Também sei que procura outros,
Mas, mesmo assim, eu estou aqui,
No infinito a te procurar.

Se um dia me achar, olhe para mim,
Um segundo apenas;
Verá as lágrimas desta ilusão,
Que um dia vou amar.
Amar-te, mais do que isso,
Amar-te.

John

Sem verdades

O gosto do amor,
Ou melhor dizer, dor,
São sinônimos?
São palavras... Apenas.

Eu gostaria de escrever,
Mais sobre você,
Ou sobre nós.
Mas, sem verdades,
Sem papeis,
Sem nada,
Quem somos nós?

Sem mentiras, eu ainda amo,
Amo o que está distante,
O que esteve tão perto.

Amor assim, nunca ví;
Talvez nunca mais verei,
Amor assim, só eu senti,
E o abandonei.
Amor assim, sem verdades.

Agora, onde estamos nós?
Separados pelo amor,
Na ligação de um telefone,
Amor.

John

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Noite sem luar

Desculpe amor, eu não pude amar você,
Como você queria, não deu.
É terrível, meu egoísmo,
E minha solidão.

Sem fim.
Não tenho mais o que esperar,
Posso conversar com sua cp?
Não, isso não me daria forças.

Para aguentar essa dor.
Sou um poço de raiva,
Na amplitude da loucura,
Das flores que um dia lhe dei...

Desculpe amor, eu não pude amar você,
Mas bem que poderia,
Tê-la em meus sonhos;
Outra vez...

Amanhã eu já nem sei,
Devo sofrer outra vez,
Sentir aquele amargo gosto,
Da derrota de um exército...
De um homem só!

Eu ainda estou aqui,
Como aos 15 ou 20,
Anos de amar...
Você!

Eu ainda a amo... Amor.

John

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Nascendo

Nascendo...
Mais uma vez nascendo.

A esperança de um dia novo,
Se torna real com o nascimento,
Ou um novo amor,
Como o nascer do sol,
Um brilho tão intenso...

Seu calor é carinhoso,
O calor de um sol,
De um nascimento,
De uma esperança.

É, eu sabia,
O tempo não para,
E um dia, isso iria voltar,
Como voltou.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Minha pequena guadalupe

Óh querida, que solidão aqui sinto,
Tu que eres tão minha, já não estas mais aqui,
Tua pele tão bela, já não pertence a mim.

Que solidão, que dor,
Será essa a dor do inferno?
Com certeza a do céu não é.

Quero ao menos almejar algo melhor.
Se me deres forças para isso;
Minha pequena Guadalupe, espero por ti,
Em nosso amado fogo eterno.

Minha princesa, quero fazer-te real
Dominarte-te em carne e mente
Fazer de tu, 'reles amante', minha Rainha
Espero por ti... Guadalupe

John

O fim

O fim é muito estranho mesmo
Você nunca quer viver esse momento
Mas sabe que a qualquer minuto
Ele pode acontecer

O fim é a mais triste das partidas
É aquela que você jamais vai esquecer
Além do mais, com certeza
Será o último adeus.

O fim é assim; Tem começo, mas não tem fim
É a lagrima mais triste
Daquelas coisas que farão você sofrer
E me fez sofrer

O fim é mesmo assim, doeu demais.
Não queria ter vivido isso
Mas, eu sabia que ia acontecer;
Óh, quão doido é esse fim!

John

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Pra você

Queria lhe dizer
estive pensando em você.
Melhor eu ser sincero(...)
só, penso em você.

Mesmo que nunca à tenha visto
ou que estejamos tão longe
eu amo você...
eu amo você.

Sabe,
eu queria ter você aqui,
me apoiar em seu ombro
tocar seus lábios,
e sussurrar "eu te amo".

Queria vê - la,
além de onde eu vejo,
nos meus sonhos
quero vê - la...

Quero tocá - la,
não como quando nos amamos,
nos meus pensamentos
quero tocá - la...

Acima de tudo,
quero amá - la...
não mais do que eu amo
quero te amar em sua presença.

Luto pra que sejamos felizes
rezo todas as noites, pra que você durma bem,
e peço todos os dias
para nunca deixar de amar você

Wellington

domingo, 11 de outubro de 2009

Frustração

Não posso acreditar que agora,
Depois de tanto alimentá-la
Minha rosa possa morrer.

Ela é a mais linda
A mais vivida
Mais perfeita de todas rosas.

Tenho que salva-la
Meu deus, me ajuda?
Eu preciso tanto dela...

Não posso acreditar que agora,
Depois de tanto alimentá-la
Minha rosa possa morrer.

Ela me trazia paz
Era quem me dava mais prazer
Acho que também vou morrer...

Minha rosa, bela, bela
Porque quer ir sem mim?
Eu só queria uma outra chance

Não posso acreditar que agora,
Depois de tanto alimentá-la
Minha rosa possa morrer.

Não quero mais ir para casa
Não vou enfrentar essa desgraça
Perdi meu chão.

Vou tentar traze-la a vida
O que mais eu poderia fazer?
Não sei viver sem ela.

Não posso acreditar que agora,
Depois de tanto alimentá-la
Minha rosa possa morrer.

John

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Pra você

Eu me sinto assim,
meio desiludido,
quem sabe totalmente.

Mas creio,
que um dia terei seu amor
tenho certeza que mereço.

Talvez mereça
muito mais do que isso
que você tem a me oferecer agora,
carinho e amizade eu tenho em casa,
até meu bicho de estimação me faz feliz.

Ha(...) quem me dera agora,
repousar em teus ombros,
e dizer pra sempre que te odeio,
por te amar.
Te odeio!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Tudo errado

Escrevo por você,
Escrevo pelo nada,
Eu sou um nada;
Um pobre coitato,
Condenado,
Ignorado,
Por mim, e por você!

Fico apenas te consagrando,
Como o meu grande e verdadeiro amor,
Eu achava que isso valesse tanto,
Tanto, tanto...
Que dor é essa?

A tristeza chega a ser maior que eu.
O remorso é o meu melhor amigo,
As lágrimas me fazem companhia,
Estou no abismo, nunca vou deixar de cair.

Meus olhos chegam a doer de sono,
Pensando em você eu não durmo,
Eu não como, não sorrio.
O que eu sei fazer é beber.
Como nunca tinha feito antes.

Que dor é essa?
Eu verdadeiramente achei que isso valesse tanto,
Tanto, tanto...
Me desculpe; Chorei!

John

domingo, 23 de agosto de 2009

O sol que não ilumina

Às vezes penso
no silêncio do meu sofrimento,
como seria bom te ter do meu lado.

Traz o sol pra mim...
por favor.
Ou intão saia de vez
dos meus vagos pensamentos.

Por que é tão difícil assim?
talvez o tempo diga,
como sempre fez.

Mas o tempo não está à meu favor,
como hoje, a tempestade alastra meu ser,
amanhã pode ser tarde de mais.

Quero você aqui...
do meu lado,
e nada mais me falta,
a não ser o seu carinho.

Wellington

sábado, 22 de agosto de 2009

Contratempo do destino

Eu tenho vagas lembranças,
são pequenas,
mas não preciso de mais que isso.

Não preciso de lembrar mais do que
as brincadeiras,
o tempo bem vivido,
porém mau compartilhado.

Eu lembro do sorriso,
lindo sorriso
e das palavras,
as poucas palavras
direcionadas à mim.

Seria realmente uma ironia,
e até hoje não intendo,
como se ama um ser
quando não o vê mais.

Se eu pudesse voltar atrás,
aproveitaria
cada segundo
da doce pessoa
que você é.

E...
apesar de tudo, ainda espero ver,
aquela que se foi,
sem levar nada,
e agora mantém meu coração
prisioneiro do teu lado.

Wellington

Minha flor

Quero cuidar de você
Sei...
regá-la não será inevitável,
mas será fatalmente escencial.

Minhas pupilas se dilatam,
ao fecharem-se e desdobrarem
descobrindo o frênesi daquelas pétalas,
no inconciente mais profundo
[que já alcancei.

Quando enfim o mundo se calar
por apenas um segundo,
será o momento mais feliz
quando me degradarei do teu perfume
o qual eu tanto sonhei.

Saberei que por aquele instante
meu carinho por você
te fez ser aquela (...)
a minha flor.

wellington

domingo, 2 de agosto de 2009

Tristeza

Não vou pedir,
nesse instante
pra que vá embora.

Nunca aprenderia,
e nunca saberia,
ser mais do que eu sou
mais do que um dia eu pretendo ser.

Eu quero ser poeta,
é esse meu grande sonho,
você me inspira.

Não...
definitivamente eu não quero que você vá,
fique aqui comigo,
você é minha verdadeira musa inspiradora.

Só me ajuda,
mais um pouco,
mesmo que todos não gostem de você tristeza,
eu sim gosto.

Não peço para parar de sofrer,
isso acabaria com meu sonho,
só quero aprender a sofrer,
e um dia conviver com você
aquela que me inspira.
Tristeza...

Wellington

terça-feira, 28 de julho de 2009

Jardim divino

Mais uma decepção; Mais um desamor.
Ah, se Deus pudesse me ouvir.
Tenho tanto pra contar...

Mas eu acredito, tenho fé;
Como diria os sábios:
Onde se fecha uma porta, sempre há uma janela.

Problemas de coração, quem poderá resolver?
Eu com certeza não serei o primeiro;

Meus sentimentos parecem brincar comigo,
O tempo todo te vejo, como um espelho.
Acabo esquecendo a imagem que existe além dele.

Eu também posso ser amado, e também posso amar.
Você verá; Nesse jardim, minha flor
Muita flor ainda nascerá!

John

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Desencontros

Oh meu amor,
Eu queria tanto fazer valer o nosso amor.
De verdade, essa é minha vontade.

Mas, como eu poderia fazer isso?
Sabe, já vivemos em mundos destintos;
Um não fala a língua do outro...

Eu penso em você a cada momento;
Você também pensa em mim, eu sei.
Meu amor por você... Nossa,
Não podia ser maior.
Eu sei que também sou correspondido.

Sabe da verdade?
Estamos apaixonados...
Apaixonados por aquilo que um dia,
Um dia de longe, fomos nós.

John

Inútil

Meu bem, como eu queria ser você.
Você é forte;
Você é bela;
Você é fogo.

Meu bem, como eu queria saber falar como você.
Você é poesia;
Você é música;
Você é manchete.

Meu bem, mesmo que eu escreva assim por você;
Nunca chegarei a seus pés.
Meu bem, mesmo que minha inspiração seja você;
Nunca estou inspirado o bastante.
Meu bem, mesmo que você seja meu primeiro amor;
Nunca estou apaixonado o bastante.

Meu bem, o que há de errado comigo?
Será que sou pequeno demais para você?
Meu bem, o você tem demais?
Será que não posso ser seu bem?
Meu bem, em que mundo você vive?
Acho que sou de outro planeta.

Sabe, meus versos não atingem você;
Só me resta a besteira dizer.

John

domingo, 26 de julho de 2009

Você

Só você,
mais ninguém precisa saber
que é pra ti que eu escrevo agora.

Não preciso mostrar à ninguém,
à não ser para você,
a intensidade desse sentimento
que alastra meu peito.

Te amo (...)
mas que amor é esse?
não sei dizer.

Simplesmente não consigo explicar,
tal sentimento
que guardo com tanto zelo.

Nunca saberei explicar,
apenas digo,
que você é o que me falta,
e independente do que isso queira dizer...
te amo

Wellington

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Que dia é hoje?

Eu queria saber(...)
ou na verdade deveria?
Qual a importância de uma data
pra você?
e pra mim?

Eu simplesmente não entendo,
como alguém pode dar tanto valor
à um único dia.

Por que então,
não vivemos um dia na vida?
um dia...

Somente aquele
que lhe é especial,
aquela data, que você
chama de diferente!

Só queria deixar claro
que pra mim,
todos os dias são especiais.

Mas se fosse pra guardar uma data
guardaria a de hoje
essa, em que lembrando de você
deixei meus versos no papel!

Wellington

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Sonho perdido

Você veio como quem não quer nada
Me tomou, me dominou
Fiquei sem reação, surpreso
Não pude nem mesmo pensar.

Não me dá o direito de respirar,
Bem, eu preciso mesmo de você
Não o mesmo tanto que você precisa de mim
Nós precisamos parar
E pensar, pensar, pensar...

Eu não quero discussão
Estou iludido no seu amor
E, esqueço que somos distintos

Eu chorei...
Perdi o meu sonho
Eu não sei te amar
Por favor, não me impeça,
Eu preciso me esconder,
Entender meu fracasso
E novamente chorar...

John

Perdão por amar

Me perdoe amor;
Me perdoe.
Quero tanto ser seu homem...

Você faz de mim a pessoa mais feliz,
Enquanto eu...
Não sei, mas você merece mais.

Mais, muito mais além do que eu posso ser;
Algo que te complete, como mulher.

Me perdoe amor;
Me perdoe.
Eu não sei ser seu pela metade,
Não sei ser seu dono.
Você precisa de mim, mas,
Não sei como fazer.

Mais, muito mais além do que eu sou;
Algo que te faça realmente feliz.

Me perdoe amor;
Me perdoe.
Eu não posso ser seu homem...

John

Meus defeitos

Você quer saber meus defeitos?
Pois bem, eu te digo.
Sou um ser defeituoso,
Admito.

Porque deveria ser perfeito?
Que cafonisse você diz,
Eu sei que sou diferente,
Pode ser esse um motivo
Do amor da gente.

Você poderia tentar também,
Ver seus defeitos, meu bem.
Alguém como você,
Também pode sofrer!

Estou me cansando, perceba,
Sabe o meu maior defeito?
É não sabe deixar de amar você!

John

Viagem ao infinito

Meu sonho;
Minha vida;
Meu poder;
Meus atos;
Queria viver para sempre...

Meu amor;
Meu sofrimento;
Meu louvor;
Minha obediência;
Queria viver para sempre...

Mesmo que as vezes me sinto mal,
Mesmo que o mundo se esqueça de mim,
Que 200 mil anos se passem,
E... Você nunca mais lembre de mim,
Eu queria viver para sempre.

John

sábado, 4 de julho de 2009

Soneto de amor

Como o soar de um violão;
Como o cheiro das rosas;
Como a perfeição da divindade;
Como a paz de um céu azul...

Assim é meu amor.
O mais perfeito que se poderia ter;
O mais doce que se poderia imaginar;
O mais surpreendente que eu poderia esperar...

Assim é meu amor.
De todas as coisas, ela;
Da minha felicidade ela;

Assim é meu amor;
Mais do que eu poderia esperar
Que só o destino diria.

John

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Letícia traidora

Lá vai ela,
se escondendo atrás da sua capa preta,
se escondendo atrás de pessoas.
Porque ela se esconde?

Lá vai ela,
que têm um grande poder,
e não sabe utilizá - lo;
faz obrigações pra mim,
e acha que são favores.

P
retende usar seu trabalho,
pra todos da sua família também,
para poderem viajar juntos de avião,
e depois voltar dizendo,
que estava cuidando de mim.

Letícia, letícia(...)
não pense isso,
eu vi você tentando me enganar,
você está com outro, aquele ali não é?


M
as eu sei letícia,
que você me trai com aquele,
cujo nome não me lembro,
mas era bem parecido com dinheiro(...)
talvez seja isso!

Wellington

Tempestade

Eu digo:
não sei o que faço aqui ainda,
mas não posso sair(...)
será melhor me molhar,
do que ficar preso num mundo perdido?

Não sei,
não consigo escolher,
se é melhor sair e me arriscar,
ou ficar aqui e morrer.

A
quela tempestade lá fora,
por você provocada,
me assombra a cada instante.

Mas se aqui contigo ficar,
seria insolúvel,
prefiro preservar minha dignidade;
a minha vida.

Visto minha roupa, e saio daqui,
quem será que me espera lá fora?
Se eu for julgado (...)
adeus!

Wellington

sábado, 20 de junho de 2009

Lágrimas de um poeta

As questões da vida;
Os padrões da vida;
O que dizer?
De onde veio?
Nem tenho forçar para dizer...

O poeta nunca morre,
Mas, no medo, ele se esconde,
Esconde, sofre e chora.

Venho a dizer que,
Esse poema, marca muito.
Marca as minhas lágrimas,
As lágrimas de um poeta.
Um alguém que só sabe amar,
Amar, amar e amar.

Me perdoe Deus por as vezes desistir,
Sei que não devo,
É preciso seguir.
Mas, essa vida literária não existe.
E, tudo isso pode não passar de...
Um sonho.

Infelizmente tenho que dizer,
Uma lágrima desceu!
Este sim,
Pode ser o meu adeus.

John

Minha criatividade

O que faz um ser criativo,
Sem a sua inspiração?

O que seria deles,
Os mais bem sucedidos poetas,
Sem o seu amor?
Quero nunca sentir isso...

Eu tenho ela a meu lado;
Sempre que dela eu preciso.
Tenho ela no meu pensamento;
Mesmo sem querer.
Tenho ela em meu coração;
Sem saber porque.

Eu descobri,
Sim descobri.
Não existe explicação,
Para esse amor infinito.

O meu maior medo,
É um dia minha criatividade se acabar
E esse amor eu nunca recordar...
Por Deus, não deixe isso acabar.
Seria meu fim.
Na solidão

John

Encontro do misterioso

Eu a vi como nunca.
Na verdade, vi mais uma vez,
Mas para mim, foi diferente.
Foi misterioso,
Romântico, diria.

Ela estava linda,
Um mistério sua beleza.
Mais do que mais que eu esperava,
Um sonho.

É uma pena não conseguir dizer,
Uma só palavra quando,
Ela está perto.
Pois, em meus mais serenos,
Sonhos, amores, pensamentos,
Eu estou com ela,
A me declarar.

John

Meu erro

Chegamos ao mundo da fantasia,
Ao mundo da arte.
Teatros e máscaras,
Mas, quem somos nós?

Os nossos papeis se encontram,
Se amam.
E nós, o que fazemos?

Mas, eu te respondo, meu amor,
Somos apenas um reflexo,
Do que um dia queríamos ser
Algo que fazemos sem querer,
Uma química natural,
Amor de graça.

Eu me preocupo com nosso mundo encantado.
E que um dia, isso possa se acabar,
Sabe, meu maior erro. É te amar!

John

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Força maior

Não sei porque estou aqui;
Novamente a me declarar.
Não sei porque eu vivo assim;
Neste modo a te amar.
Não sei porque te amo asim;
É maior que eu, não posso parar.

Ela é a minha força maior,
A dona do meu pensamento, do meu desejo,
[dos meus atos, dos meus amores, da minha vida.
A dona do meu ser.

A nossa noite de amor foi perfeita.
Do jeito dela. Isso me agrada,
Foi como a primeira vez:
Mais uma vez a ela eu agradeci,
Por ser a minha mulher,
E a mulher mais perfeita pra mim.

Os nossos defeitos, eu não quero saber.
Sabe do que mais, me deixe falar:
Estou aqui para te idolatrar.
Até hoje não consigo imaginar,
Como este ser perfeito pode a mim chegar.
Em fim estou neste mundo,
Exclusivamente para te amar.

John

segunda-feira, 1 de junho de 2009

O que importa

Eu não posso negar o que quero.
Eu não quero negar o que sinto.
Eu não posso esconder o amor.
Amor que amo, sinto e quero ter...
Por você.

Seus olhos, seu sorriso, seu jeito.
Me apaixonei desde o primeiro momento.
Não há como negar
Que para sempre eu vou te amar.

Mesmo que o mundo acabe
Que tudo desabe.
Que o nosso mundinho suma
Eu estarei aqui
Para mim e para você.

Nesses versos dramaticos
Te pesso desculpas
As mais sinceras
Desculpas por te querer tanto
Por te venerar tanto
E, principalmente
Por tanto te amar.
Eu não posso negar.

John

Infeliz

Sinto sua falta.
Juro, queria você aqui.
Sua não presença me doi todo o tempo.
Chego a conversar com as paredes.

No meu ápice de delírio
Procuro me esconder
Ando, corro, por todas as partes
Mas...
A todo momento,
Você é meu espelho.

Nossas lembranças;
Todas penduradas em varais;
Cintilando em meus simples pensamentos.

É, você é única.
Eu não posso me declarar ao vento.
Espero que leia essas linhas traçadas,
E nunca esqueça das minhas promessas,
E das suas, por mim, tão desejadas.

John

Minha fuga

Gritando desesperadamente,
Sem ninguém a me ouvir,
Sem ao menos uma luz a seguir.
Meu coração,
Entre atos e desatos,
Numa confusão sem fim.

O tempo todo eu te quero;
Te venero;
Te espero.

Nessa minha busca,
Não me resta mais saídas.
O seu amor não me faz bem;
Muito menos seu carinho,
Meu bem.

Já perdi minha voz.
De hoje em diante, estarei em Veneza;
Com outras a velejar.
Mesmo que te trague no pensamento,
Vou me guiar no sentido do vento,
Para, quem sabe um dia...
Seu amor eu possa nunca mais lembrar.

John

Máscara da apatia

Você está aí, assim como eu
vê tudo, assim como todos
vê a sujeira?
Sim, nós não somos bobos.

Eu quero chegar lá, simplesmente vou ser o primeiro,
não me escondo atrás de nada, enquanto tapam meu rosto por inteiro
com essa alienação, que a TV me traz,
eles simplesmente acham que eu fico pra trás.

Mas não, não é assim, quando menos esperar eu bato na tua porta,
eu chego muito antes do que você acha,
minha cara não é torta,
não, aqui pra ver e achar graça.

Eu sei, e mantenho a insistência,
nem uma mente, eletrônica
é mais inteligente que eu,
isso só você é quem pensa.

Por isso acabou,
minha paciência se esgotou
seu tempo terminou.


Você acha que eu não sei,
onde você esconde meus bens?
Engano seu,
sei o que faz com cada centavo meu.

E quando você for dormir,
não largarei da tua mente,
pois apatia, sinto muito...
não existe em mim.
Eu toco pra frente.

Do jeito que dá, eu chego lá
e quando eu vencer,
você vai ver, o que faz esse povo sofrer.

Por isso acabou,
minha paciência se esgotou
seu tempo terminou.

Wellington

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Eu louco

Sou um louco,
Louco em liberdade.
Um pobre humano,
Com seus defeitos idiotas.

Nessa loucura de te amar,
Sei que não posso parar,
Nem um segundo.
Nessa perdição,
Nem me deixo respirar.

Continuo louco,
Porém busco minha realidade,
Contraditória a mim mesmo,
e ao nosso amor louco.

Meus versos já estão
Se quebrando.
E mesmo assim continuo pecando,
Na loucura de te amar.

John

terça-feira, 12 de maio de 2009

Quero me mudar

Me leve daqui,
Para um lugar normal,
Onde o bem vence o mal,
Em que todos os dias seja Carnaval.

Que nesse lugar nada esteja fora do lugar,
E, que todo amor possa durar;
Que isso possa te ajudar;
Até mesmo para se encontrar.

Lá nada vai ser em vão,
Vai ser valorizado o meu e o seu coração;
Com uma simples ação,
Nos banharemos em emoção.

Que não haja hipocrisia!
Nem essas pessoas sem alegria,
Em que nada nos atrapalhe;
Nem mesmo que chova, que tenha uma ventania.

É o lugar perfeito!
A cidade, o paraíso.
Que nunca será feito;
Que nunca será feito.

John

Pra que dizer?

Cansei de falar de amor.
Mas o poéta não morreu, não se assuste;
O sentimento que se foi, sumiu,
Nisso esse poéta se torna um vazio.

Vou direcionar minha inspiração para outros campos;
Para outras fés, outros ritmos, outras canções...
Isso tudo para poder te achar,
Para algum dia poder me lembrar,
Que você foi minha, aqui e lá.

Eu não quero mais falar de amor,
Por favor, isso tudo foi em vão,
Me fez perder na escuridão,
E principalmente destruir meu coração.

Mas eu já me levantei,
Sim, eu estou bem!
E você que fique com seu amor,
Quem mandou você me perder?
Eu sei que um dia vai se arrepender.

John

Tá ligado?

Tá, eu vou sair;
Já disse, cansei.
Cansei desse pessoal meio lá meio cá,
Desse show de imagens bobas,
Desse meu jeito sempre pra lá.

Eu queria rir,
Mas nem isso eu posso mais sentir,
Eu queria dizer o que eu penso
Mas acabo sendo um otário, besta;
Melhor mesmo é eu me calar
Se não eu corro risco até mesmo de caminhar.

Essas palavras pra mim são poucas,
Coisas bobas, de pequenas bocas;
Algo devia ser feito,
Pelo seu presidente, governador ou prefeito;
Esse povo que não ta nem aí,
Se hoje ou amanhã um corpo a mais cair...

E pra finalizar, também quero ameaçar,
Vocês vão ter que nos segurar,
No poder é fácil de estar,
Mas se você cair, nós vamos te esmagar.

John

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Rosa de sangue

Chegamos a certos pontos em que nada mais importa,
Em que o belo se torna feio, e o vento fecha a porta.
As janelas já não existem. Isso me sufoca.

Caminhando em um jardim.
Em uma linda noite de outono.
Onde as flores caem, e as rosas morrem.

Não quero mais saber.
Pra mim chega, já deu.
Meus jardins secaram,
E meu amor morreu.
Onde está tudo aquilo que você prometeu?

Já chega, não quero jogo sujo.
Se pra você é assim, não dá pra mim.
Entendeu?

Quer saber, vá sozinha.
Não serei eu o culpado dessa modinha;
Muito menos se você se perder em uma ventania,
Ou de esquecer que amar é uma aterna fantasia.

Pelo menos se lembre de mim;
Quando olhar para o céu,
Veja uma estrela linda.
Lá está: eu te vigiando, como um lobo.
Não é assim o seu jogo?
Cansei desse amor de bobo.

John

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Minha última declaração

Meu coração sangra;
Sangra, chora, grita, implora...
Você faz isso com alguém que te adora.
Vê alguém que a ama, e mesmo assim vai embora.

Tudo bem, não é seu dever.
Mas o meu também não deve ser;
Te agradar da noite até o amanhecer,
Tentar fazer de mim o seu querer,
Te ajudar à si mesma entender.

Nesses versos mortos venho te falar;
Meu amor nunca morrerá,
Minha paz nunca voltará,
Nunca vou poder lembrar, que seu amor pode me mudar.

Se um dia você me entender
Por favor, me avise, me conte.
Nesse dia eu estarei aqui, por você
Eu estarei aqui, por você.
Por você.

Todos os dias eu me confesso nessas palavras.
Todos os dias eu tenho que chorar e sofrer;
Pelo simples fato de te querer,
De nunca poder te ter,
De não ser o que você realmente quer ver,
De, não fazer com que meu amor possa valer.

Mesmo assim te digo; Obrigado.
Obrigado por aparecer em minha vida,
Obrigado por fazer dela uma coisa linda,
E, me desculpe;
Me desculpe por não ser tão perfeito.
Eu queria tanto ser o seu modelo,
Queria tanto ser o seu sonho.

Queria estar te beijando;
Todos os meus dias estarei te procurando;
Irei envelhecer te desejando;
E um dia, morrerei te amando.

John

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Me rendo

Amor, dor, prazer;
Suas ordens a obedecer.
Me guiando;
Só isso que devo fazer.

Sei meu lugar.
Mas quero te ver a me obrigar;
Seus pés beijar;
Para sempre me escravizar.

Minha vida, te dar prazer;
Meu desejo, nunca te perder;
Meu jeito, submisso a você;
Meu pecado, te querer.

Assim seguindo minha vida.
Minha vida que é você,
Minha história é te querer,
Memso sem saber porque.

John

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Romeu and Julliet

O garoto tímido, de lindas frases;
A garota linda, que o amava.

Juntos em seu amor sem fim,
Sem medo do que vem por vir,
Sem medo de se entregar,
Por um amor lindo vivenciar.
Romeu e Julieta,
Nasceram para se amar.

Esta linda canção, que toca em seus ouvidos,
Ela parece não ter fim,
Julieta, sempre mostrando sua dor,
Romeu a consola-la com seu amor.
Mistérios de Julieta;
A sinceridade de Romeu;
A perfeição da união;
Amor e a paixão.

Cantando por parques e bosques;
Sem nenhuma preocupação, nem solidão;
De mãos dadas. Felizes,
Se amando, sem discussão.

'Romeu, amo você'. Ela dizia
'Eu também a amo, meu amor'. Respondia

Assim ambos sorria;
Um beijo acontecia.
Romeu e Julieta,
Para sempre contaria.

John

Quem sou

Para me descrever,
nescessário muito mais do que sentimentos,
e palavras.

É preciso, olhar pra frente,
perceber a maré subir,
ver flores no asfalto,
e lágrimas nas árvores.

Porque sim,
eu sou aquele,
que não esconde o sorriso,
a criança, em um corpo velho
a experiência, em uma juventude.

Sou o medo de errar,
e a vontade de acertar,
aquele que se olha no espelho,
e se orgulha de dizer...
sim, sou eu.

Desistir?
Fim do sonho?
só quando não estiver
mais aqui.

E, nesse dia,
verá flores em meu caixão,
e escrito em minha lápide,
que eu fui, simplesmente,
quem eu queria ser.

Wellington

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Saudade

Sentimento impuro, sujo, vulgar.
A falta é terrível
Vejo meus jardins a secar...

Andando em um deserto
Perdido, sozinho, morto.
Estando longe... Desejando estar perto.

Vivendo sem meu ar.
Sem sua presença
Sentindo meu coração para de pulsar...

Este deserto é traiçoeiro
Me perco sem querer
Procurando até o fim... Você.

Aquela rosa está escondida,
Perdida, ferida, esquecida...

Por favor Deus...
Este sentimento me mata
Não queria sentir esta falta.

E, nesta seca volto a lembrar
Do meu amor infinito declarar
De, por mil motivos, te amar.

John

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Me recompondo

Bem, estou melhor...
Melhor a sentir seu corpo, seu amor, você.
Não quero te ver sofrendo mais
Pequei em sentir suas lágrimas quentes tocarem meu corpo
Pequei em deixar seu amor passar por meus olhos
Me arrependo. Não posso esquecer

Meu amor por você é infinito... Digo e sempre lhe direi
Eu pertenço a você, exclusivamente. Prometerei
Nossa noite de amor está marcada
Fazendo de você minha Rainha e de mim seu Rei.
Um mundo para nós, farei.

Seus lábios, suas curvas. Honradamente sinto em mim
Meu corpo a estremecer ao perceber sua ofegância
Sentindo seu peso entre meu prazer. Algo sem fim
Te queria todo o tempo comigo. Para sempre assim.

Não me deixe acordar deste sonho
Estou voltando meu amor
Voltando para você, para nosso eterno amor
Para todos os dias jurar que amo você

John

Eu gosto

Eu gosto. Ah como eu gosto
De estar com você
Mas isso, só do nosso jeito
A sós.

Me causa arrepios dizer
Que um dia fiquei com você
Que te idolatro
É dificil esquecer

Tremo em lembrar
Do meu verdadeiro lugar
A seus pés eu vou ficar
Te idolatrar

Em momento de amor
Você sempre superior
Com ordens a me dar
"Sim senhora" devo falar...

Te obedecer é meu destino
Não hexito em me lembrar
Sendo minha Rainha
Pra sempre vou te amar.

John

sábado, 11 de abril de 2009

Amor à rosa

A noite estava gelada
Abria a janela. Observava, olhava
Via um brilho estranho, meio que um reflexo.
Meu coração meio que saltitava
Não sabia porque, mas saia em retirada.

Era guiado por meu coração.
Tinha medo, estava em um momento de solidão...
Chegava a um antigo castelo.
Era completamente escuro. Tinha medo da escuridão...
Continuava a ver aquela luz...
Iria atrás dela, como um guardião

Me impressionava ao ver
Aquela luz era uma rosa
Não parecia real, não podia entender
Como de longe eu poderia a ver
Como meu coração pode responder
Como meu corpo todo pode estremecer...

Me deitava ao lado dela
Meu deus, como poderia ser tão bela
Uma única rosa
Com um brilho de mil velas...

Meu sorriso se abria automaticamente
Meu coração disparava
Com minhas mãos a tocava...
O calor era envolvente
Me relaxava... Me fazia feliz
Mudava minha vida totalmente.

Era carinhosa. Atenciosa. Amorosa.
Parecia gostar de mim...
Mesmo com todos seus mistérios
Uma perfeição... Maravilhosa rosa.

A ela dou um nome
Que não posso revelar.
Mas a ela devo amar
O nosso segredo está guardado
Sem você estou em um deserto
Ó rosa, por onde tem andado?
Está revelado...
E, confesso que te amo para sempre.
Porque sempre vou ser amado.

John

Perfeição

Vejo a perfeição. Coisa de mínimos detalhes,
De simples detalhes.
Detalhes que são tão, deixe me ver, emocionantes...

Eu sei que isso pode parecer bobagem.
Mas eu consigo ver a perfeição até mesmo nos defeitos
A vida não é só de virtudes, eu diria...
Você pode ver e sentir isso,
No suave vento que bate em seu rosto.

O dia sempre acaba.
A noite sempre cai.
Da mesma forma que o sol sempre nasce.
Você me entende?

Eu tenho certeza
a coisa mais linda
A mais bela das flores em um campo
A mais perfeita das estrelas...
É ela.

Eu sei que homens não costumam chorar.
Da mesma forma que não costumam recitar poesias,
Muito menos cair em um completo romantismo.
Mas eu chorei, recitei, e...
Me apaixono todos os dias de minha vida.

Eu te juro meu amor. Mesmo se não receber o seu...
Porque é você a coisa mais perfeita
É você a música mais linda que toca em meus ouvidos
A mais bela das poesias...

É você, meu eterno amor.
É por você quem escrevo todos os dias.
É por você que... Que...
Me faltam palavras para descrever.
Porém me sobram sentimentos para ter a certeza maior,
Que eu amo você;

John

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Rio de lágrimas

Estou chorando...
Não parece, mas estou.
Choro por dentro
Meu corpo chora
Meu coração...
Ah, meu coração.

Desde o último dia de você
O último dia que tive você
Estou assim.
Desesperado, louco;
Vagando por lugares
Lugares que jamais pensava em estar
Jamais pensava em chorar...

Mudo meus conceitos
Mudo minhas prioridades
Por sua culpa. Inteiramente

Eu sei que há luz no final
Eu sei...
Mas eu não quero vê-la
Quero sim me adoecer
Quem sabe alguém me veja
Quem sabe este mesmo alguém se importe

Não quero mais saber de desculpas
Eu quero você. Cada vez mais
Me entenda por favor
Estou afogando em lágrimas
Em um imenso rio de lágrimas...

Não me deixe,
Não me negue,
Por favor
Por favor
Me abrace...

Me abrace, me ajude
Não me deixe morrer
Estou afogando em lágrimas
Em um rio de lágrimas.
Meu amor, por favor...
Me salve. Me salve

Não deixe que essas vozes me deixem louco.
Não deixe que esse meu sentimento morra.
Ah, não me deixe. Não me deixe.
Eu grito sim, não me deixe...

Eu não me importo mais com o mundo.
Mas eu estou morrendo.
Estou quase me afogando em lágrimas
Em um rio de lágrimas...
Preciso dizer mais?

Sim.
Amo você com todas as forças...
Mesmo morrendo por sua culpa
Amo você com todas as forças
E sempre vou te amar,
Te amar,
Te amar...

Eu preciso dizer isso a todos
Não me satisfaço
Eu preciso gritar que eu te amo
Por favor, meu amor
Estou em lágrimas
Me salve. Meu amor
Eterno amor,
Me salve.

John

De volta pra casa

Estou retomando meus costumes
Pensado da mesma forma do passado
Escrevendo por você.

Me sinto feliz
Tenho uma coisa que necessito
Você.

Olhe, não é proposital
Não quero te convencer a nada
Minha inspiração se resume à você
Minha felicidade me faz escrever
É impossível ignorar as palavras
É tentar te esquecer.

Toda vez é assim.
Seu sorriso me purifica
O peso sai de minhas costas...
Te fazer feliz é me fazer feliz
Te amar é minha necessidade.

Hoje posso escrever coisas bonitas
Sobre nós, sobre você
Não me faça perder novamente meus costumes
Tudo depende de sua vontade
Te ter ou te esquecer
Te amar até envelherecer
Viver.

John

Perdôo-te

Tenho que me confessar...
A todo tempo penso nisso
em soluções, ou definições
Me pergunto a todo momento,
Porque?

Bem, eu te amo infinitamente
Eu sei e você sabe disso
Mais do que ninguém
Você sabe disso.
Mas mesmo assim, jogou tudo isso fora.

Em meus pensamentos mudei meu conceito
Eu te perdôo.
Sim...

Perdôo-te por me magoar
por me fazer chorar
por me deixar triste
por me iludir
por não mostrar seu amor

Sim, eu te perdôo
Sabendo que foi obrigada a isso
Eu te aceito de qualquer forma
Eu te aceito de qualquer forma
Entende?

Eu quero te amar e ser amado
Mesmo que o mundo não veja isso.
Eu quero ser seu e você ser minha
Mesmo que só nós fiquemos sabendo
Quero ficar em seus braços.
Para sempre

Não te culpo mais...
Acho que entendo suas razões
E, mesmo nesse atraso de felicidade
Eu te perdôo

John

Amar é


Dica de música: Amar é - Roupa Nova
Roupa nova é um grupo carioca dos anos 80 que se assemelham muito com a famosa banda de rock inglesa, os Beatles.
Suas canções que sempre falam de amor são um poço de poesia e declarações.

Amar!
É quando não dá mais prá disfarçar
Tudo muda de valor
Tudo faz lembrar você
Amar!
É a lua ser a luz do seu olhar
Luz que debruçou em mim
Prata que caiu no mar

Suspirar sem perceber
Respirar o ar que é você
Acordar sorrindo
Ter o dia todo prá te ver

O amor é um furacão
Surge no coração
Sem ter licença prá entrar
Tempestade de desejos
Um eclipse no final de um beijo
O amor é estação
É inverno, é verão
É como um raio de sol
Que aquece e tira o medo
De enfrentar os riscos
Se entregar...

Amar!
É envelhecer querendo te abraçar
Dedilhar num violão
A canção prá te ninar

Você


Amo você;
Sem saber porque...

Quero você;
Mesmo sem querer

Não, não preciso de respostas
Eu não quero respostas
Sabe,
O que eu quero é você!

Meu destino:
Você.
Meu amor:
Você.
Minha vontade:
Você.

Insisto, tento, busco...
Tentativas frustradas,
De ficar com você
Porquê?

Um dia vai perceber
Um dia vai perceber

Me encontro à encontrar você;
Deixo minha vida;
Faria tudo por você

Não preciso de respostas
Um dia vai entender

John

Depressão


Me sinto cansado
Não por físico
Mas por sentimento...

Queria não ter esse dever;
Dever de ser perfeito
Poder amar todos dias
É sentir isto crescer
De fazer ser verdadeiro
Fazer de nós um só

Mas resisto.
Resisto ao ponto de me [...]
De me ignorar.
De ignorar você
Esquecer do nós

Continuo cansado
Mesmo lhe escrevendo isso
Eu peco em te amar
Em te idolatrar
Ficar à seus pés
Ser seu escravo

Porque acontecer?
Fazer disto algo feliz,
É impossível

Fico me iludindo
Em um amor surreal
Em algo fictício

Como eu queria que você...
Simplesmente existisse
Ou pelo menos me amasse
Como eu amo você

Enquanto isso fico vagando
Em busca de seus olhos
Lá eu posso me encontrar
Queria pelo menos realizar-me
Eu e você. Minha
Eterna Rainha

John

Vai...


Vai...
vai logo,
dessa vez,
não te seguro.

Porque todo meu amor,
minhas tentativas,
meu sofrimento,
foi só pra ter você por perto.

Que pena terminar assim,
te amo a cada dia mais,
mas, sim...
acostumei com a dor.

A dor de amar alguém,
que me faz sofrer,
que não merece,
que me magoa.

Mas apesar de tudo,
eu te amo,
e sempre, vou te perdoar,
por cada tristeza em meu olhar.

Pelas vezes em que sorri,
pra não chorar,
pelas vezes que disse que te amo,
obtendo indiferença sua.

Nunca tive nada a ganhar,
o que eu mais queria,
era ter tua presença,
mesmo com o que sempre me faz.

Te amo, nem sei como explicar,
mas eu sei,
que onde quer que você esteja,
meu coração vai bater mais forte por você.

A cada segundo da minha vida,
vou lembrar do teu sorriso,
e do quanto eu sofro calado,
por te amar.
Vai...

Wellington

Meu disfarce


Não...
não posso mais,
mentir pra mim,
nem pra ninguém.

Quanto mais o tempo passa,
mais fica à vista;
sim,
eu sou um ator.

Um exímio ator,
que consegue esconder,
sua imensa dor,
a dor de amar.

Não é como um dia foi,
não digo mais à ela,
que eu à amo;
eu a amo com todas as minhas forças.

Mas, sim...
finjo não sentir nada...
pois a dor desse sentimento
me corrompe.

Tentei uma vez,
foi pior do que a morte,
mas não me arrependo,
de nem um suspiro de amor,
que dei por ela.

Wellington

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Vazio


Sinto um vazio dentro de mim
Estou sem você...

Dia-a-dia me pergunto porque
Porque errei?
Porque acertei?
Porque amei?
Porque chorei?

Continuo a sentir esse vazio
Sempre que me lembro de você
Sempre que ouço nossa música...

Dia-a-dia me pergunto
Se eu sou errado
Se eu sou certo
Se eu amo
Se eu choro

Oh vazio que não me deixa
Eu preciso tanto de você
É uma pena que isso você não vê

John

segunda-feira, 30 de março de 2009

Amor morto


Ah, como eu te amo
Fui tão feliz...
Como eu me entrego a você
Como sou tão sensível a seu lado
Como pode amor assim?

Ah, mas por isso eu te odeio
Odeio com todas as forças
Por deixar esse amor em vão
Por não fazer valer minhas palavras
Como pode me deixar na solidão?

Ah, mas seu sorriso me cativa
Sua presença me deixa feliz
Lembrar de você me acalma
Seus toques me fazem teu
Como seu amor é tão bom?

Ah, mas sua negação te condena
Suas verdades fazem de tudo uma mentira
Seu medo faz de tudo um fracasso
Suas ideias faz com que tudo morra
Como pode deixa isso acontecer?

Mas eu quero te amar
Você me completa
Você está em tudo que eu quero
Me sinto um só a seu lado
Como pode ser tão sincero?

Mas tenho nojo de estar com você
Tenho tremores em pensar no seu 'não'
Me julgo a todo momento por sua culpa
Não quero mais me importar com você
Como pode deixar o ódio crescer em mim?

Ah, eu te amei
E como te amei...
Mas isso, não valeu nada
Pelo menos pra você
Esse atraso de felicidade
Eu me culpo a todo momento
Pela burrice e tolice
De fazer tudo isso valer.

John

sábado, 28 de março de 2009

Lá menor


Estou amando em música
uma linda canção
que toca todos os dias em meus ouvidos
que me lembra coisas antigas
que me faz pensar no futuro

Essa música parece não ter fim
quanto mais a escuto
mais quero escutar

As vezes soa como bossa nova
Ou então como um rock pesado
Até mesmo um bolero quente
Depende do meu jeito de ouvi-la

Ela tem um nome
Que não posso revelar
Tenho certeza que ela é minha
Só minha...

Estou amando em música
E escrevo por ela... Você sabe
Toda essa atração
me deixa tão vivo
sou capaz de amar
Amar essa música,
que pra sempre quero escutar!

John

sexta-feira, 27 de março de 2009

Pra onde ir


Estou sem você
Estou sem minha vida
Estou sem minha alma
Estou sem meu sorriso
Pra onde ir?

Comecei a vagar num vazio
Comecei a perder meus princípios
Comecei a perder meus sentimentos
Comecei a perder meus vícios
Comecei a perder meus gostos
Pra onde ir?

Me sinto preso a você
Me sinto dependente de você
Me sinto atraído por você
Me sinto exposto a você
Me sinto cada vez mais sem você
Pra onde ir?

Amo seu jeito
Amo seu olhar
Amo seu toque
Amo seu sorriso
Amo porque me obrigo a amar
Amo porque te amo cada dia mais
Amo porque sinto vontade de chorar
Enfim... Pra onde ir?

John

Amor


Amor, pra que te quero?
Amor, pra que te venero?
Amor, pra que te sinto?
Amor, pra que sofro por você?
Amor, pra que me sinto um idiota?

É amor, você tenta, tenta, tenta e não consegue!
É amor, você pensa... Pensa, somente pensa...
É amor, você parece ser belo... Somente parece...
É amor, você parece ser confiável. Um dia acreditei.

Não acredito no amor
Não acredito nesse sentimento feliz. "Feliz"
Não acredito que seja pra sempre
Não acredito que me faça mudar
Não acredito que nunca mais irei chorar...

Mas, amor, porque tem que ser assim?
Porque manipular algo tão intenso?
Porque mexe assim comigo sem motivos?
Porque não somes de vez?
Porque?

Mas, mesmo assim acabo amando;
Infelizmente eu amo;
Desastrosamente amo;
Não tenho culpa;
Eu amo...

John

Meu último dia


Ela o fez ser especial,
assim como fez ser,
toda a minha vida.

Ela segurou a minha mão,
e me fez amá - la,
cada dia mais,
e derepente, a soltou.

Caí num abismo profundo,
escuro, e obscuro,
não vou mais me encontrar,
perdi o rumo, o meu destino.

Eu te amo sempre,
e onde quer que eu esteja,
vou amar você,
pra sempre, mesmo depois de tudo,
eu vou cuidar de você!

wellington

quinta-feira, 26 de março de 2009

É você


É você,
e só você
que me faz amar,
e que me fez mudar.

É você,
e só você,
que com palavras doces,
invadiu meu ser,
e fez brotar esse sentimento.

É você,
só você,
que me faz lembrar o que eu era,
e expulsar essa angústia
do meu amargo coração.

Coração que esconde a tristeza,
e, finge ser feliz,
para mim, essa negação,
foi só um atraso de felicidade,
a qual ainda vou alcançar.

é você,
e só você,
que eu amo,
que eu sinto,
que eu espero.

wellington

Desejo


Desejo que...
você pense em mim,
que se alegre em me ver,
que goste de mim.

Desejo que...
existamos só nós dois no mundo,
que você enxergue a oportunidade,
que está jogando fora.

Desejo que...
pense em nós,
em nós somente,
que me tenha em seus sonhos.

Desejo te ter,
desejo a sua compreensão,
desejo você,
desejo o seu amor.

wellington

quarta-feira, 25 de março de 2009

Sinonimo de sofrer.


Porque? Isso que eu me pergunto a todo momento...

Porque tudo tem que ser assim?
Porque ela insiste em afundar nesse assunto?
Porque não teme em nenhum momento me magoar?
Porque és tão egoista?
Porque não se importa comigo?

Por isso digo...

Eu quero ser feliz com você!
Isso você nunca percebe...
Eu sonho com você dia e noite!
Isso você não corresponde...
Eu te venero a todo momento
Isso você ignora...

Ok. Então digo que vou, sim eu vou...

Vou sofrer imensamente por você!
Vou chorar, ficar triste, odiar-me

Não tenho culpa se te amo
Mas me culpo por isso mesmo assim
Porque?

John

Confessando-me


Oh, que vontade de gritar
Novamente...
Porém, que sentimento estranho
Sinto...

Olhe, não me entenda mal
Eu justifico meus olhares
Atracão...

É forte, confesso
Tento evitar
Não consigo

Estar com você é tortura
Uma tortura que amo
Arrepio-me

Seu olhar, sua voz, seus atos
Isso me surpreende a todo momento
Arrepio-me novamente

"Eu justifico meus olhares"
Vontade, prazer...
Estou me viciando nisso

Poderia te descrever
Descrever sua beleza
Cada detalhe em seus olhos

É por você quem escrevo
Mesmo que não pareça
Não se engane, isso não é uma forma de amar

John

Um dia vai entender


Um dia vai entender...
que escondo minha tristeza,
na máscara da felicidade.

Vai entender que,
é e sempre será,
a mão que guia
meus passos medrosos.

Que nunca vou esquecer
que um dia você pediu minha mão,
eu te dei, e,
no final, me empurrou no abismo.

Abismo que nunca sairei,
mas existem jeitos e maneiras,
de disfarçar essa dor.

E quando entender o que aconteceu,
será tarde pra reverter o passado,
passado sombrio,
que não sai da minha memória.

wellington

Meu primeiro dia


Diferente do que eu pensei,
está sendo tranquilo,
um dia tão calmo,
que tira minh'alma da escuridão.

Quando a vejo, lembro das horas,
em que, segurava a sua mão,
lhe fazia carinho,
e afagava seu coração.

muitas,
me ajudam a esquecer,
quem eu tanto desejei.

Quem um dia eu tanto amei,
e ainda amo,
vai saindo aos poucos,
desse coração que procura a felicidade.

wellington

terça-feira, 24 de março de 2009

Arrepender?


Não, não me arrependo de nada,
te amei,
não me arrependo,
te abracei,
não me arrependo.

Segurei sua mão,
e a seguro todas às vezes, que você precisar de mim,
te fiz carinho,
e faço todas às vezes, que você estiver carente.

Amigos?
que isso, sempre fomos,
amor, só eu sinto,
prometo não demonstrar mais.

Não me arrependo de nada,
me arrependeria, se um dia olhasse no espelho,
e visse alguém que não tentou,
e que sofreria muito mais.
Te amo!

wellington

Minha homenagem


Desde pequeno tenho sonhos...
Sonho um dia em viver em música,
Viver em poesia.

Mas vejo meus sonhos tão longe e,
Assim tão perto.
Fico a escrever...

Hoje uso das palavras de meu ídolo
Eric Clapton.
Sinto que vejo "Tears in heaven"
Estou mergulhado em um "river of tears"
E sinto que devo "back home"

Eu não queria viver uma mentira
Mas pequei em insistir e perder meu tempo
Vi toda a ilusão e me senti só.

Hoje vivo de música e poesia
Isso me faz sentir tão vivo
Só com isso posso me encontrar
Mas, quem sabe um dia, um único dia
Assim como meu ídolo
Poderei voltar a amar...

John

Quem?


Quem te amou,
quando você mais precisava?
Quem segurou suas mãos,
quando você com medo,se escondia?

Quem te abraçou,
quando você teve frio,de amizade?
Quem olhava sempre por você,
quando você estava reprimida, e apavorada?

Quem te deu carinho,
quando ninguém mais, ligava pra você?
Quem está a seu lado,
quando com na escuridão, seus olhos se fecham?

Você sabe a resposta,
de todas essas perguntas,
e eu sei, a reposta pro meu coração,
porque fiz isso?

Fiz isso tudo,
porque te amo,
porque você é, e sempre será,
a razão da minha vida!

wellington

Queria


Queria que isso acabasse;
queria que não acontecesse comigo;
queria, realmente, não amá-la;
mas o destino, não avisa,
o que vem pela frente.

Queria morrer;
seria essa a melhor opção?
Queria sumir;
mas não se pode esconder do destino.

Queria rir;
mas nuca haverá algo que me faça feliz,
como você fez,
mas que contradição cruel...
ninguém vai me fazer triste também
como você me fez.

Queria, não te amar;
Queria não sofrer;
Mas nunca vou esquecer alguém
que amo como você.

O tempo falará por mim,
mas não posso ser amigo,
de quem eu amo,
e não posso lutar,
contra um sentimento invencível!

wellington

Sabia


No fundo, eu sabia,
estou acostumado a sofrer,
só não entendo,
por que me feriu tanto.

Por que diz uma coisa
e logo rebate outra?
por que em um momento,
um curto momento,
eu sou feliz,
e no momento mais longo,
triste?

Sabia,
tentei me enganar,
mas na verdade,
eu sabia.

Sabia que eu a amo,
que ela é minha vida,
que ela ia me machucar,
e que eu nuca à vou esquecer

Wellington

Promessa



Quando criança,
admirava muito uma pessoa,
e era a mais especial pra mim,
meu tio...

um dia,
recebo a trágica notícia,
ele se foi, me deixou sem nada
porque?

Em um momento, estava desesperado,
no outro, lembrava das nossas brincadeiras.
Após refletir, prometi a ele,
que nunca mais choraria por coisas banais.

E assim fui vivendo,
minha vida toda,
como alguém que não chorava,
não por não sentir dor,
mas sim, por estar acostumado com ela.

Um dia, encontrei em alguém, minha felicidade novamente,
deixei tudo o que eu tinha,
agarrei tadas as oportunidades,
mas, na verdade,
pra ela não passava de brincadeira.

Me iludiu, me abri pra ela
amei como nunca,
e agora sofro,
e te peço perdão meu tio,
não segurei,
a única lágrima que rolou dos meus olhos!

Wellington

segunda-feira, 23 de março de 2009

Sonho


Esse é meu sonho...
ter uma vida normal com você.
Por que esconder das pessoas
Que eu te amo?

Você tem medo,
do que, mais precisamente?
De pessoas?
Pessoas não ferem o amor,
que Deus colocou nos nossos corações.

Eu quero poder te beijar,
sem culpa.
e dizer que te amo,
sem me importar que as pessoas ouçam.

Quero te levar,
no meu sonho mais lindo.
O sonho em que...
só existimos você e eu no mundo.

E a gente, se ama
Somos felizes,
e enfim juntos,
o amor, pode florescer.
Amor que sempre vai sobreviver,
porque Deus o fez com as suas mãos,
e ninguém separa, um sentimento verdadeiro.

Wellington

Amizade


Oh, que sentimento estranho.
não sei o que sinto ou posso sentir
Atração ... Talvez
Como descrever?

Não consigo ver isto como algo sexy
É puro e simples
É limpo
Como descrever ?

Bom, posso me confessar com ela ...
Ela pode se confessar comigo,
O sorriso que me faz sorrir.
Como descrever ?

Um sentimento que cresce a cada dia,
Que me toma sem querer
Minha amiga, como amigo eu amo você!
Como descrever ?

John

Porque?


Porque tudo tem que ser assim?
Será que eu tenho um destino errado?
Será que eu sou diferente dos outros,
Não posso receber felicidade?
Bem, estou pensando nisso...

Minha felicidade já não depende de mim
Alguém tende a atrapalhar
Sempre que preciso de você, eu tenho
Mas o mundo não gira a meu favor...

Eu não quero sentir ódio!
Mas meu sague ferve
Me arrepio a lembrar
Tal desgraça tende a me atormentar...

Acho que terei que repetir
Por mais de mil vezes falarei
Eu quero você, não canso de te querer...
Eu quero te amar, é difícil acreditar?

John

domingo, 22 de março de 2009

Tão perto e tão longe


Hoje pela manhã
me senti tão feliz,
como nunca fui
em toda minha vida.

Felicidade tamanha,
que não cabia no meu peito...
mas, infelizmente,
o sonho durou pouco.

Em poucos instantes,
recebi uma notícia, que,
abalou minha estrutura,
fiquei sem reação.

Ela vai embora...
por que comigo?
Será que não posso ser feliz?
Por que?
Continuo sem obter respostas.

Em alguns segundos,
fui do céu ao inferno,
parei, e pensei...
refleti as minhas ações.

Depois de muito percebi,
que, amar é sofrer,
e se alguém, se arrisca a dizer,
q nunca sofreu por amor,
esse sim, e o mais ignorante de todos...
o que tem medo de amar.

Wellington

Lágrimas no céu













Não sei o que aconteceu
Não sei porque estou tão triste
Não sei o que você está pensando
Não sei qual imagem você pode ver
Não sei o que seu coração está sentindo
Não sei se está chorando como eu
Vejo lágrimas no céu...

Eu queria estar com você agora
Eu queria te fazer feliz como sempre
Eu queria comprar seu sorriso
Eu queria te abraçar como nunca abracei
Eu queria te amar com todas as forças
Eu queria parar de chorar
Vejo lágrimas no céu...

Não posso mais sorrir sem você aqui
Não posso mais cantar sem você aqui
Não posso fazer meu coração pulsar
Não posso negar sua falta
Não posso tentar me enganar mais uma vez
Não posso dizer que eu não te amo
Vejo lágrimas no céu...

Porque não está aqui agora?
Porque não sinto seu cheiro?
Porque não sinto meu coração quente?
Porque eu insisto em dizer que estou bem?
Porque eu te quero tanto?
Porque eu minto todos os dias em dizer que não te quero só pra mim?
Porque tenho que sofrer por te amar?
Vejo lágrimas no céu...

John

sábado, 21 de março de 2009

Sem ela.


Sem ela não sei quem sou eu
Não sei onde estou
Não há nada que me interessa
Quero ela...

Sem ela o tempo para
Cada segundo não passa
Meu coração parece não bater
Quero ela...

A saudade toma conta de mim
Meu sorriso não é o mesmo
Não me sinto belo
Quero ela...

Já não sei mais onde buscar
Não faço ideia do que falar
Só espero aquela linda pessoa avistar
Ah, como eu quero ela...

John

sexta-feira, 20 de março de 2009

Papo de poeta


Ah, essa é minha hora
A hora de me confessar
De deixar de ser humano
Para ser poeta

Viver em um mundo diferente
Onde tudo falado é lindo
Onde a dor é uma coisa necessária
Porém, esse mundo dura pouco

Em alguns minutos voltarei a realidade
Terei que lembrar que devo te amar
Que essas letras um dia vão ser esquecidas
Mas farei que meu amor seja infinito

Eu acredito que, um coração é feito de duas partes
Uma delas você tem
A outra está perdida pela escuridão
Só você pode me salvar dela

Viveremos eternamente. Eu quero isso
Nossas almas estão ligadas. Eu posso sentir
Meu amor é sim infinito. Nem eu posso negar
Seu amor é um mistério. Eu queria poder entender

Já chega, não consigo mais ser poeta
Vou fazendo meu final
Sempre lembrando, venerando, sentindo, adorando
O fato de nunca cansar de dizer "eu te amo".

John

Sozinho


Sinto uma dor estranha
Estranha demais para descrever
Eu tento fugir
Mas não tenho sucesso

O mundo pode não girar bem
Mas eu tenho que viver nele
Antes que eu morra só
Eu tento fugir

Oh não
Eu não
Mas ela vem me atormentar

As razões
São diferentes
Mas sou o mesmo homem nesse mundo

Lalalalala

Essa é minha última chance
De fazer algo certo
Depois de tantos tropeços
Eu mereço isso

Mais uma vez tento você
e seu amor egoísta
eu não tenho nada a ganhar
Desde todos esses tempos

Não quero
Sofrer
Mais uma vez por pensar em você

As razões
são diferentes
Mas sou o mesmo homem nesse mundo

Você precisa entender
Sou o mesmo homem neste mundo

John

Pôr-do-sol


A tarde mais uma vez caia...
Esperava ela sem fim
Me emocionava vê-la novamente
Sempre linda...

Me deixava feliz ver aquele rosto mais uma vez
Ouvir aquela voz que tanto me agradava
Sentir aquela pele que era tão suave
Ah, estava no céu com ela...

Viajamos em nosso pensamento
Nos imaginamos no meio do nada
O mundo para nós...
Ficamos vendo um simples pôr-do-sol.

Tudo era nosso
Mas um ato simples foi o que valeu
Quando um beijo ela me deu
"Eu te amo", assim ela respondeu

Mais uma vez ficava feliz ao lado dela
Cada dia mais a certeza do amor
Amor que parece sem fim
Amor que vai além de mim...

John

Esperando aviões

Nós do Pequenas palavras entendemos que a música em geral é uma variação da poesia. Sendo assim postaremos algumas músicas durante as semanas
Serão músicas de grandes "poétas" brasileiros ou internacionais que são recomendações própias nossas.
A música de hoje é "Esperando Aviões" do jovem cantor de mpb Vander Lee que vem ganhando seu público pouco a pouco com suas letras críticas e românticas.





Meus olhos te viram triste
Olhando pro infinito
Tentando ouvir o som do próprio grito
E o louco que ainda me resta
Só quis te levar pra festa
Você me amou de um jeito tão aflito

Que eu queria poder te dizer sem palavras
Eu queria poder te cantar sem canções
Eu queria viver morrendo em sua teia
Seu sangue correndo em minha veia
Seu cheiro morando em meus pulmões
Cada dia que passo sem sua presença
Sou um presidiário cumprindo sentença
Sou um velho diário perdido na areia
Esperando que você me leia
Sou pista vazia esperando aviões

Sou o lamento no canto da sereia
Esperando o naufrágio das embarcações

quinta-feira, 19 de março de 2009

Recomeços...

Como estou feliz...
Feliz em estar a seu lado
Em dividir meu tempo com você
Em respirar o ar que você respira
É uma honra para mim.

Quanto mais o tempo passa
mais eu quero ficar com você
Não resisto a um minuto qualquer
Você vem dominar meu pensamento
Invade minhas ideias
Faz de mim o que quer

Seus toques em meu corpo...
Esses me dão ainda mais certeza
Certeza de que meu tempo com você
Ele não é perdido
E, por isso te venero...

Sabe, preciso tanto de você...
Preciso de sua presença para me acalmar
De seu olhar para me entender
De seu sorriso para sorrir
E, além de tudo
Preciso de você, só você
Para viver...
Amo você

John

Pensando em você


Acordo, e te vejo,
durmo, e sonho com você,
lembro, relembro,
meu pensamento pára,
em um congestionamento.

Olhei pro céu,
como os seus olhos,
as flores,
como seu sorriso.

Pensei novamente,
por que não sai,
por que não deixa,
o meu pensamento livre?

Persisti sem obter respostas,
foi quando lembrei,
das nossas juras de amor,
você está em meu caminho.

Se instalou,
como um viajante, em meu coração,
coração que não te esquece,
e que, só sabe te amar.

Você, é meu amor maior,
A razão do hoje e do amanhã
e não paro, de pensar no nosso amor,
fico pensando em você.

wellington

quarta-feira, 18 de março de 2009

Silêncio

Calo-me.
Calo-me porque sou obrigado
Porque quero gritar
Mas tenho que me reprimir
Pelo fato de te amar...

Há barreiras imaginárias
Que roubam meus direitos
De dizer que te amo
E sempre vou te amar
Por Deus, eu quero gritar..

Isso não é medo.
Não pense assim
É apenas um cuidado a mais
De mim e de você
Para sermos felizes um dia

Há que vontade de gritar
Seu nome bem alto
Ao infinito
Mostrar também que meu grito
Não é nem um terço
Do amor que por você eu sinto...

John

Por você.

Que vontade de gritar!
Fazer que o mundo toda entenda
Que eu amo você.
De te ter em todos os lugares
De te ver a todo momento
De estar sempre a seu lado.

Vontade mais ainda de te beijar
De me ajoelhar a seus pés
Para sentir um imenso prazer
De te ver de coroa
Fazer todas as suas vontades
Te nomear minha Rainha

Vontade de envelhecer a seu lado
Passar uma vida sorrindo
Ao saber que você é minha
E que nada pode nos separar
Fazendo de nossas vidas uma só
De nosso sentimento um amor eterno

E, mais importante
Vontade de te fazer mulher
Todos os dias que me restarem
E sempre, sempre, sempre
Me emocionar dizendo
Que preciso te amar. Como eu te amo
Te amo

John

Caminhos a seguir


Medo?
De que?
desconfias, que eu possa te machucar,
ou que você me machuque?

Tememos a vida juntos,
será que não nos machucamos bastante,
nessa vida?
está na hora de conhecermos a alegria.

Você tem dois caminhos,
obscuros,
não vemos o final,
mais só terá certeza
se tentar.

Dê uma chance ao nosso amor,
medo temos juntos,
chances vem, e vão
mais raramente voltam.

Wellington

terça-feira, 17 de março de 2009

Para onde ir


Me sinto sozinho
Preso em um mundo que não é meu
Me sinto estranho
Perdido sem ter onde ir

Ela me disse
Nada está perdido
Olhe para o lado e veja
A luz ainda brilha

Ela completava
Nada pode morrer
Quando é sincero
Quando a vida é para se viver

Procurava meu destino
No meio de tantos outros perdidos...
Me pergunto porque
Porque não pode acontecer
Algo que justifique você
Para onde ir
Onde encontrar você

Sei que amei
Ainda amarei
Até o final
Eu sei...

John

Amantes


Olhar perdido,
nos desencontramos,
a noite se aproxima,
e, com ela,
o adeus.

Queria ficar mais um pouco,
queria parar,
e viver eternamente,
esse momento

Não, não posso,
tenho que voltar,
olho pra trás,
e te vejo indo embora,
na sombra da noite que caía.

Olho pra frente,
e vejo a tristeza,
e, a vontade, desesperada,
de que chegue, a próxima noite,
para que possamos nos amar.

Amar de verdade,
sem temer a nada,
sem estar preocupado,
se realmente vai amanhecer!

wellington

Desconhecido...


Meu futuro pertence a você .
Eu diria...
Estou em suas mãos.
Confesso...
Mesmo assim, não sabe disso.
Porque?

Fico te admirando
Dia após dia
Como um garoto
ao ter suas primeiras sensações
seu primeiro amor...

Gostaria de saber mais sobre você.
Te entender,
Te abraçar,
Te beijar,
Te amar...

Viver tudo aquilo que em sonho
Sonho com você
Morrer de amor
Viver você...
-
John

Talvez...


Talvez, você não goste,
talvez você nem leia,
mas, mesmo assim,
escrevo pra você.

Talvez, não se importe,
talvez odeie,
quando falo do meu amor por você,
mas, mesmo assim não hesito em ti dizer.

Talvez olhe pra mim,
e veja o que realmente sou,
um condenado,
e com destino gravado...
te amar.

Talvez me despreze,
até na minha morte,
e, quando esse dia chegar,
morrerei te amando.

Wellington